Pages - Menu

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

O "Escritor da Paixão": Caio Fernando Abreu.


O post de hoje é diferente, não vou postar nenhuma crônica ou poema meu, até porque a inspiração me está faltando e não quero deixar aqui registrado qualquer coisa carregando meu nome feito peso morto. Gosto das melhores palavras, das mais suaves e frenéticas melodias, aquelas que carregam algo de felicidade, de sonhos cheios de romance, mas que principalmente carregam algum assombro no quesito amor. E o escritor que consegue me oferecer tudo isso é o queridíssimo Caio Fernando Abreu, se você não o conhece sinto lhe informar que perdeu muita coisa, mas passa a conhecê-lo hoje, tenho o prazer de apresentar essa pessoa que nos deixou de herança os mais ricos textos.

"Caio Fernando Loureiro de Abreu (Santiago, 12 de setembro de 1948 — Porto Alegre, 25 de fevereiro de 1996) foi um jornalista, dramaturgo e escritor brasileiro.
Apontado como um dos expoentes de sua geração, a obra de Caio Fernando Abreu, escrita num estilo econômico e bem pessoal, fala de sexo, de medo, de morte e, principalmente, de angustiante solidão.Apresenta uma visão dramática do mundo moderno e é considerado um "fotógrafo da fragmentação contemporânea".
Fonte: Wikipedia

 Acho linda essa foto do Caio. Olha que sorrisão! 
"Queria que soubesses o sorriso que seus textos me provocam, não tão lindos como os teus, mas com a mesma sinceridade que suas reminiscências deitadas no papel falam ao meu interior."
Vanessa Monique


Eu amo ler, e toda vez que faço isso sempre anoto alguns trechos que me chamam a atenção nos livros. Reuni aqui alguns trechos que eu mais gosto da autoria de Caio Fernando Abreu.

"Chorar por tudo que se perdeu, por tudo que apenas ameaçou e não chegou a ser,
pelo que perdi de mim, pelo ontem morto, pelo hoje sujo, pelo amanhã que não existe,
pelo muito que amei e não me amaram, pelo que tentei ser correto e não foram comigo.
Meu coração sangra com uma dor que não consigo comunicar a ninguém, recuso todos os toques
e ignoro todas tentativas de aproximação. Tenho vergonha de gritar que esta dor é só minha,
de pedir que me deixem em paz e só com ela, como um cão com seu osso.
A única magia que existe é estarmos vivos e não entendermos nada disso.
A única magia que existe é a nossa incompreensão."

" - Você tem um cigarro?
- Estou tentando parar de fumar.
- Eu também. Mas queria ter uma coisa nas mãos agora.
- Você tem uma coisa nas mãos agora.
- Eu?
- Eu. "

"Então me vens e me chega e me invades e me tomas e me pedes
e me perdes e te derramas sobre mim com teus olhos sempre fugitivos
e abres a boca para libertar novas histórias e outra vez me completo assim,
sem urgências, e me concentro inteiro nas coisas que me contas, e assim calado,
e assim submisso, te mastigo dentro de mim enquanto me apunhalas com lenta delicadeza,
deixando claro em cada promessa que jamais será cumprida, que nada devo esperar além
dessa máscara colorida, que me queres assim porque assim que és…"

"Gosto de dizer tenho um dragão que mora comigo, embora não seja verdade.
Como eu dizia, um dragão jamais pertence a nem mora com alguém.
Seja uma pessoa banal igual a mim, seja um unicórnio, salamandra, elfo, sereia ou ogro.
Eles não dividem seus hábitos.
Ninguém é capaz de compreender um dragão.
Quem poderia compreender, por exemplo, que logo ao despertar
(e isso pode acontecer em qualquer horário, já que o dia e a noite deles acontecem
para dentro)
sempre batem a cauda três vezes, como se estivessem furiosos,
soltando fogo pelas ventas e carbonizando qualquer
coisa próxima num raio de mais de cinco metros?
Hoje, pondero: talvez seja a sua maneira desajeitada de dizer: que seja doce."

"E eu não tive tempo de dizer que quando a gente precisa que alguém fique
a gente constrói qualquer coisa, até um castelo."

"Penso em você apesar de não sentir sua falta e muito menos sua presença.
penso em você porque sinto um vazio, que eu não sei do quê e nem por quê.
Revelo, então, mais uma vez, minha estupidez,
já que não é você quem vai me salvar e nem muito menos me catapultar
pra uma dimensão mais tranquila e menos ansiosa de coisas que não têm nome."

"É difícil me iludir, porque não costumo esperar muito de ninguém.
Odeio dois beijinhos, aperto de mão, tumulto, calor, gente BURRA
e quem não sabe mentir direito. Não puxo saco de ninguém,
detesto que puxem meu saco também. Não faço amizades por conveniência,
não sei rir se não estou achando graça,
não atendo o telefone se não estou com vontade de conversar."

"Deixa que a loucura escorra em tuas veias.
E quando te ferirem, deixa que o sangue jorre enlouquecendo também os que te feriram. "

"Muita gente deve achá-la antipaticíssima, mas eu achei linda, profunda, estranha,
perigosa. É impossível sentir-se à vontade perto dela, não porque sua presença seja
desagradável, mas porque a gente pressente que ela está sempre sabendo exatamente
o que se passa ao seu redor."

"O fato é que ela possuía uma graça especial, talvez o modo como se debruçava à janela, ou mesmo o jeito oblíquo de sorrir apertando os lábios,
como se temesse revelar no sorriso todo o seu mundo interior."

"Exigimos o eterno do perecível, loucos "

"Não sei como me defender dessa ternura que cresce escondido e, de repente, salta para fora de mim, querendo atingir todo mundo"

"Sei de nossa insaciável fome de carne humana"

“Meu coração é um sapo rajado, viscoso e cansado, à espera do beijo prometido capaz de transformá-lo em príncipe”   

Vou parando por aqui se não o post não acaba nunca. A partir de todas as palavras e frases eu me torno mais sensível. Instigante como ele sabia o lugar certo de cada uma delas que tornavam os textos mais sublimes, solitários, escaldados de sentimentalismos tão nobres do homem e tão naturais.
Eu queria saber escrever assim só um pouquinho, pelo menos isso, um pouquinho.
Post de hoje dedicado ao nosso querido: Caio Fernando Abreu.
APLAUSOS!






10 comentários:

Cantinho She disse...

Oi Vanessa, amei este seu post, muito bom mesmo, ah eu tb amo ler, o nome dele realmente é conhecido pra mim, mas não me lembro se já li alguma coisa dele...

Olha, não sou nenhum Caio Fernando Abreu, mas já que vc gosta muito de ler te convido para vc passar lá no meu blog e conferir o meu romance que acabei de publicar... fique à vontade.

;)

Beijo, beijo Lindinha!
She

Carolina Hermanas disse...

Lindo post *_*.
Confesso que nunca tinha lido algo escrito por ele, mas ele está bem famoso né? As garotas - nós - só falam dele o dia inteiro.AHAHAHA.
Eu gostei,muito *O*

-

Beeijão :)

*lua* disse...

Ele, extraordinário e tú generosa em nos presentear! Beijo linda

Betty Gaeta disse...

Gosto muito dos escritos dele. Nunca usei nada no blog por falta de oportunidade, mas ainda chego lá.
O blogspot está dando problema...
Vou tentar novamente.
Adorei as fotos, vc está linda. Que lugar é este onde vc está?
Bjkas e um ótimo final de semana para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Machado de Carlos disse...

Caio Fernando Abreu, um escritor cujas frases voltadas para o comportamento filosófico. E sempre algo voltado para os problemas hodiernos de cunho psicológico. De qualquer forma vale à pena ler autores assim. Aprendemos muito.
Agradeço-lhe pelas palavras de carinho a respeito do meu post. Sua visita é muito importante para mim.

Cia. De Teatro Atemporal disse...

Olá, Minha Bela!

"Que DEUS continue lhe capacitando dia após dia!"

A nossa companhia lhe deseja,

Um espetacular e maravilhoso fim de semana!

Um abraço bem espremido!

Clemente.

Tatá disse...

procurarei ler seus livros, com certeza. sua dica valeu muito.(:

Luria Corrêa . disse...

VANII, quanto tempo *-* Caio, sempre magnífico, sempre lindo ,sempre cheio, cheio de tudo. E é incrível o que caio faz até hoje conosco. "Exigimos o eterno do perecível, loucos " minha favorita, aliás. Obg pela visita vani, te dou valor :D Sumi, mas voltei agr.

Bom fim de semana, bejs :)

Alexandre Fernandes disse...

Caio é um mestre em explorar os sentimentos. É incrível como esse talento dele mexe tanto com a gente. Ele trata o amor com tanta suavidade, e os temas da alma com tanta sensibilidade.

As palavras deles são essenciais para descobrirmos um mundo repleto de ternura, cheio de sabedoria e amor.

Belo post.

=)

Beijos.

Anônimo disse...

Flor sua caixinha de seguidores vive fora do ar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...