Pages - Menu

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Feito Espectro.

Toda quinta-feira!




Tua lembrança feito espectro ainda me assusta 
a todas as horas.
Não tem dia.
Não tem noite.
Não tem hora marcada
o meu tormento.
Apareces quando necessitas
se alimentra da minha
já fraca energia.
E eu que tenho medo
de espectros feito o teu,
mal acabados e combalidos
não me detenho em cortar
meus pulsos
e lhe brindar à morte do sentimento
que tu dizias ser genuíno
com meu próprio sangue.
Beba! Beba tudo
e deixes o vermelho
escarlate, púrpura, cor de cereja
escorrer por essa boca
que já me beijou.
Essa boca morta, fria,
sem cor, sem sangue (teu).
Essa boca sem gosto de amor.
Essa boca sem gosto de vida.

Vanessa Monique



15 comentários:

Bill Falcão disse...

Essas lembranças...
Bjoo!!!

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Vanessa
Muito bom, carregado de energia e determinação. Lembranças as vezes nos atormentam bastante.
Bjux

Saozita disse...

Olá querida Vanessa.
Lembranças também são vida, por vezes boas e outras vezes más! Este poema muito bem conseguido, retrata um tormento, pesadelo de dor e sofrimento, algo que deveriamos poder varrer da memória, efectuar um reset completo.

Tem uma boa noite amiga.

Bjs

Sãozita

Vi e Ouvi Por Ai disse...

Lindo poema!!!! nem sempre as lembranças são boas e o que temos que fazer é tentar esquece-las por mais duro que seja...

Dona Vanessa nada de piadinha de Que Mário tah??? huahuahuahua...morri de rir quando li o que vc escreveu lá no meu blog rssss

Beijosss

Vivian

Relativizando Absurdos disse...

Parabéns!

Sabe deu pra sentir... dor, pesadelo, angústia!

bjus

Por Sami

Machado de Carlos disse...

Apesar de alimentarmos de carne, pura proteína e gorduras, o ser humano não deveria comê-las, uma vez que até nossos dentes não são preparados para tal alimento.
Imagine alguém vestida em carne crua! É mais um louco querendo mostrar a sua loucura para o mundo.
Quanto ao seu poema, achei fantástica a maneira de pensar a respeito dos espectros. As modelos são obsedadas por este estilo de vida. Acham que viver é serem bonitas e magras tão magras que os ossos parecem que vão explodir.
Beijos!...

Valéria Sorohan disse...

Texto vermelho e intenso.

BeijooO*

Hana disse...

Poxa quanto novidade por aki, em!! ta muito fofo aki amiga linda, adorooooo!

Cláudia Renata disse...

Amigaaaa
que perfeeeeeeeito!
Ameeei >.<

Nanda disse...

Passa um batom vermelho nessa boca e se joga!!!! Dê cor ao que parece feito de sombras.

beijos

regatabranca disse...

Lindoo! Adorei que tem toda a quinta! :)

Bjss

G I L B E R T O disse...

Vanessa

Tragico, poético, e tragico!

Estejas bem agora e sempre!

G I L B E R T O disse...

Vanessa

Tragico, poético, e tragico!

Estejas bem agora e sempre!

Alexandre Fernandes disse...

Sempre há essas lembranças que causam influências intensas na gente. Isso tudo advento dos sentimentos que um dia foi tão presente.

E essa influência sempre traz um peso, um peso amargo, de uma dor mascarada, tão inserida no seio da exaustão.

As vezes assusta...

Beijos.

Cíntia Echel disse...

Gente, uns dias sumida e você com milhões de novidades, hein?!
Parabéns pelo novo blog, vou continuar aqui de olho, sempre!
Bjuxxx

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...