Pages - Menu

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

E Eu Que Amei...

"Amor nenhum dispensa uma gota de ácido."
Carlos Drummond de Andrade


E eu que amei
e defendi o amor
em toda a minha existência
Me sinto hoje obrigada
diante à vida
à esfolá-lo, enforcá-lo, esquartejá-lo e enterrá-lo
bem longe de mim.
Não que não tenha me servido,
mas porque me foi
um péssimo companheiro.
Só me tinha em despedidas.
Deixava- me plantada
dias e mais dias,
esperando na janela
que ele chegasse,
ao menos com um sorriso
estampado no rosto,
umas rosas roubadas do jardim vizinho
e uma sede infinita de me amar
de dia, de noite
em qualquer lugar.
Mas não era isso
o que acontecia.
Ocorria-me que o avistava
vindo da rua debaixo
cambaleando feito palhaço de circo no picadeiro.
Exalava à cigarro, cachaça e perfume de mulher barata.
Realmente era um gatuno
que estava furtando aos poucos
minha doce vida.
E antes que eu morresse de desgosto
prefiri te enterrar morto
do que me enterrar viva.


Vanessa Monique



- Oiee amores, primeiro desculpinha pelo sumiço no blog.
É que o vestibular tá vindo aí e eu tenho que estudar, além do mais que o pc não está ajudando nadinha. :/
Em segundo eu quero agradecer muito aos selinhos que ganhei, obrigada mesmo, não postei aqui por causa da correria, mas os 3 já estão nos slides onde ficam os selinhos.
E por último obrigada pelos votos de vocês e pela torcida, tenho recebido scraps no orkut e comentários aqui no blog muito carinhosos e agradáveis.
Vocês são muito especiais.



Continuem votando...

Peço para que vocês não esqueçam de continuarem votando e torcendo por mim.
Preciso de mais votos.
Obrigada à todos que estão contribuindo.
Para votar Click no logo abaixo, ou no logo da lateral do blog.






15 comentários:

Franck disse...

Ainda bem que vc amou...
Bjs*

Nanda disse...

O pior de tudo era ter enterrado alguém ou ter morrido sem ter amado!

Lindo texto, intenso!

beijos

Jeniffer Yara disse...

Quando percebemos que não valerá de nada ficarmos na situação de amar mas nao ser amada,o melhor á fazer é mesmo enterrar o amor!Pelo menos por um tempo,até quando acharmos a pessoa certa!;)
Boa sorte lá na votação!*.*

Beijos

Cantinho She disse...

E é pra frente que se anda, mas as experiências vividas valem muito para escrevermos o futuro... beijo, beijo Lindinha!
She

Poeta del Cielo disse...

as veces o amor doe mais o tempo que duro y sentimos o amor... foi lindo... mas sempre traz uma porta ai outra porta que se abre ao amor...

saludos
abracos

otima semana

Bandys disse...

Vanessa,

A vivência vem das experências. Tanto boas como ruins.
Parabéns pelos selinhos e pelo blog.
Está lindo.

Beijos

Rodrigo Passos disse...

lindo poema, senti cada verso!

Machado de Carlos disse...

Pois é, a vida corre. Precisamos vivenciar cada momento importante. E este momento é o Vestibular. Quando queremos somos fortes e você terá bons resultados nas provas. Torço por você. Voto por você! Seu blog também ganhará um livro.
Obrigado pela sua constante companhia nestes blogs!
Beijos!...

Guilherme Augusto Codignolle Souza disse...

Me parecia um dependente quimico que via no amor sua droga... Forte.

Ja estou seguindo. ^^

Tenho um blog tbm, passa la quando puder e me segue tbm se gostar d la:

http://codignolle.blogspot.com

Nara disse...

Nossa, que amor trabalhoso heim???
hehe
tudo cedrto para amanhã la em casa vcvai né??
beijo, saudades de tu!

Shine n Glam disse...

Lindo o texto...

xoxo,
http://shinenglam.blogspot.com/

Rafaela Farias disse...

seguindo! ^^

http://rafaelabfarias.blogspot.com/

F. Otavio M. Silva disse...

A vida é isso mesmo, pisam em nossos corações e depois ele se regenera como se fosse um fígado, faz parte da vida cair e levantar, faz parte de evolução.

Alexandre Fernandes disse...

Que intenso Monique. Mas o amor tem dessas. Ele aparentemente é dono do turbilhão que ocorre dentro de nós. E a gente sente essa influência doloroso que os aspectos do sentimento causam nos nossos passos. Parece que vamos explodir.

Mas tudo ocorre porque somos ainda inocentes na arte de conhecer o amor de forma plena. A angústia que procede geralmente é capaz de nos tornar fracos e incapazes. Mas é o medo em amar e na aflição em não o ter que causa as piores sensações.

Embora, um poema belíssimo querida.

Beijos.

Delano Alexandria disse...

Olá amiga, que texto triste esse amiga,me reconheci muito nele, posso ficar por aqui hein seu blog., achei ele muito bom!

Parabéns!

Toda sorte de benção pra vc!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...